quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Dando um créu


Me pergunto até onde a vaidade vai levar a mulherada?
Tiramos cutículas (proteção natural contra bactérias) para que as unhas fiquem bonitas. Alteramos a estrutura dos cabelos e a saúde do couro cabeludo (colorindo, alisando, repuxando os fios ao trançar...) em nome de um visual atraente. Depilamos as sobrancelhas (proteção dos olhos). Dói! Ui! Pior que isso só a depilação da virilha!!! Aiiii, que loucura!!!!
Somos consumidoras de novidades que nos agridem, mas que acreditamos ser necessário para estarmos enquadradas dentro do culto a beleza. Ser magra... Perder alguns quilinhos... Algumas pegam pesado e ficam esquálidas e consomem vitaminas disso e daquilo. Não consomem as frutas, os legumes, as hortaliças disponíveis e baratas nas feiras ou nos hortifrutis. Cada povo com sua loucura!
Por mais racional que você queira se manter, essa porcaria te contamina. Seja por meio televisivo, anúncios em panfletos, outdoors, revistas ou dos papos que rolam nos banheiros femininos. Putz, é muita pressão!!!
Certa vez ouvi um papo muito interessante no ônibus. Duas adolescentes comentavam as desventuras dentro de um salão de "beleza". Bem, uma delas dizia que foi fazer escova definitiva - um "tratamento" capilar a base de formol. O treco fede muito!!! Argh! - e teve uma reação alérgica. Foi parar no hospital. A outra não se fez de rogada e mostrou todo o conhecimento químico a respeito do assunto. E indicou um outro salão para a amiga. Esta ficou muito animada com a possibilidade de alisar os cabelos com o tal tratamento, mas desta vez de uma forma mais apropriada, dentro dos "padrões indicados pela saúde pública". Incrível! A menina quase morreu, mas queria alisar os cabelos mesmo assim. Era o desejo de ficar linda tal qual as modelos dos comerciais de shampoo... rs Dei uma olhadinha discreta para ver a tal menina e o cabelo que tanto mal estar causava a pobre criatura. A menina não tinha mais que 14 anos e os cabelos lisos, lisos. Não entendi muito bem o que ela buscava com o tal "tratamento". Porque as mulheres em grande maioria não estão satisfeitas como são? Ou isso é um mito e somos induzidas a pensar desta maneira?
E aí senti um frio na espinha porque isso é um dos sintoma da nossa insanidade cultural, alimentada por um mercado perverso que impõe um padrão de beleza importado, diferente da nossa realidade, que nos empurra medicamentos sofisticados com a promessa da juventude eterna. Sei que isso é antigo e que as maiores vítimas somos nós, as mulheres. Cada vez englobando as mais jovens, o que é uma puta crueldade! Menininhas de saltinhos, vestidas como adultas e freqüentando salões (formatação de futuras consumidoras).
É MUITA LUTA!!! Temos que estar bonitas 24 horas e isso inclui: ser magra, jovem, peituda, alta, ter cabelos lisos, boca carnuda, barriga tanquinho, perna saradinha (sem celulite ou estria). Além de ser independente, dividir a conta... Esquizofrenia total!!!
Muitas passam tanto tempo presas a esse sistema que esquecem que beijar na boca é MARA. Um beijo de língua é capaz de exercitar e tonificar a plastina, região do pescoço onde fica o “papinho”. "Fazer amor" libera endorfina!!!! O hormônio da felicidade, mulherada! Melhora a circulação, oxigenando os tecidos e beneficiando o coração, a pele e os cabelos. Lógico, não esquecendo da camisinha!!!!!
Vamos ligar o foda-se? Pelo menos uma vez na semana?

2 comentários:

Profª Renata Argemiro disse...

É muito bom fazer parte da foto do texto "Dando um créu".
A mulherada de fato está precisando ligar o foda-se 1X na semana no minimo.
Valeu Cabrocha seu blog está show, estamos juntas e enlouquecidas. (risos)


Renata Argemiro

Pamplona disse...

Ana Lúcia, o Blog esta sensacional.Apesar de sermos amigas virtuais, tenho uma grande admiração por vc.
Beijinhos 1000